A importância das Redes de Apoio

Para garantir a total integração das pessoas com deficiência à sociedade, é fundamental que todos estejam envolvidos.

Existem diversas ongs e instituições que desempenham com persistência o desafio de integrar, capacitar, recuperar neurológica, física e emocionalmente estas pessoas. As redes de apoio atendem milhares de crianças, adultos e idosos em todo o Brasil e/ou em suas localidades e melhoram a vida das pessoas com deficiência na busca constante de maior autonomia para elas e as suas famílias.

Aqui, temos o papel social de divulgar estas instituições sem fins lucrativos, governamentais ou não e que contam em sua maioria com voluntariado para manter suas atividades.

Conheça, indique e ajude!

Redes de apoio à todas as deficiências

BRASA atua para favorecer o desenvolvimento inclusivo de pessoas com deficiência, mulheres e jovens socialmente vulneráveis e pessoas acometidas pela hanseníase.

As agentes de Inclusão e mobilização social da Vozes Femininas são líderes de grupos multiplicadores de mulheres com deficiência e cuidadoras.

asid ação social para igualdade das diferenças

A ASID nasceu com uma missão: unir pessoas com deficiência, suas famílias, instituições, empresas e voluntários para construir uma sociedade inclusiva.

Redes de apoio às pessoas com deficiência visual

A Fundação Dorina, há mais de 7 décadas se dedica à inclusão social de pessoas com deficiência visual. Responsável por projetos, serviços de apoio à inclusão e voluntariado.

A proposta do LMC é uma instituição voltada para a pessoa com deficiência visual, Possui atendimento pedagógico, terapêutico, capacitante e extracurricular.
O Instituto IRIS, fundado em 2002, sem fins lucrativos, pioneiro no Brasil na difusão do cão-guia como facilitador do processo de inclusão da pessoa com deficiência visual.
A Laramara busca integra a Pessoa com Deficiência Visual à sociedade. Realiza atendimento direto, ações de assessoramento e defesa e garantia de direitos, para a sua autonomia e inclusão social.

O CADEVI foi criado em 1984 por um grupo de amigos com a finalidade de ajudar jovens e adultos que perderam a visão. Suas atividades são mantidas por doações, parcerias com empresas e órgãos públicos e com trabalho voluntário e são 100% gratuitas para aqueles que precisam reaprender a vida sem a visão.

A missão do Instituto de Cegos do Brasil Central – ICBC tem sido a de melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiência visual, oferecendo um meio para o desenvolvimento de suas habilidades e talentos, a promoção da sua cidadania e educação, arte, esporte, cultura, saúde, lazer e trabalho.

Fundado em João Pessoa/PB, o Instituto dos Cegos da Paraíba iniciou as atividades em 15 de maio de 1944, pela senhora Adalgisa Duarte da Cunha, com o intuito de oferecer aos cegos o acesso à educação, dando-lhes autonomia para trabalhar e garantir a subsistência, sem a necessidade de recorrerem à mendicância, muito comum à época. 

A ASSOBECER recebe pessoas com deficiência visual como residentes, que tem sua característica como circulante. A associação é a única no Recife a funcionar com esse sistema de hospedagem, assistência, treinamento e capacitação profissionalizante.

Instituto de Cegos da Bahia (ICB): Para atingir seu objetivo, que é a inclusão do deficiente visual na sociedade como cidadão de direitos e deveres, o Instituto atende gratuitamente a todos, sem limite de idade, por meio de diversos Centros.
A AADV-PC é entidade de referência na prestação de serviços de reabilitação/habilitação, apoio pedagógico e educacional, social e familiar, para pessoas com deficiência visual, com baixa visão e deficiência visual total. Atende pessoas do sul de Minas Gerais e leste Paulista.

A ONCB (Organização Nacional de Cegos do Brasil) é composta por uma equipe qualificada de diretores, conselhos executivos, voluntários e entidades parceiras que valorizam um mundo mais acessível, inclusivo e justo para as pessoas cegas e com deficiências visuais.

Coordenar e executar na sua área de jurisdição os objetivos, programas e política do Grupo Brasil. Promover o reconhecimento e Consciência da Surdocegueira como uma deficiência única que afeta crianças, jovens, adultos e idosos.

A ASSOCIAÇÃO DOS CEGOS LOUIS BRAILLE tem por objetivo prestar assistência material e moral aos cegos, bem como participar do trabalho de apoio e encaminhamento de ex-alunos do Instituto São Rafael.

ADVEG, é uma entidade civil, sem fins lucrativos, representativa das pessoas com deficiência visual no estado de Goiás. Criada para defender os direitos e interesses dos cegos e deficientes visuais, esta associação articula políticas de ações e desenvolve projetos, com base no paradigma da inclusão social e nos dispositivos legais em vigor.

A ADEFAV é uma organização promotora de programas nas áreas de: assistência social, saúde e educação. Atendendo a bebês, crianças, jovens e adultos com surdocegueira e múltiplas deficiências sensoriais, estendendo o atendimento a jovens e adultos com deficiência visual ao longo de sua trajetória de reabilitação.

O ISMAC é um centro de referência no desenvolvimento de programas assistenciais voltados ao processo de habilitação, reabilitação e apoio educacional especializado. A instituição atende crianças, adolescentes, adultos e seus familiares, sempre visando que o deficiente visual desenvolva seu potencial.

Redes de apoio às pessoas com deficiência física

A Rede Sarah, fundada em 1960 possui hospitais em 8 estados. Seu programa de reabilitação conta com especialistas em diversas áreas (ortopedia, pediatria neurológica, neurocirurgia, cirurgia plástica reparadora, neurorreabilitação em lesão medular e outras.

A Rede de Reabilitação Lucy Montoro foi criada pelo Governo do Estado de São Paulo, e tem como objetivo proporcionar o melhor e mais avançado tratamento de reabilitação para pacientes com deficiências físicas incapacitantes, motoras e sensório-motoras.

A Associação Mineira de Reabilitação (AMR) é uma organização não governamental, sem fins lucrativos. Desde 1964 reabilitando crianças e adolescentes carentes com deficiência física, em sua maioria por paralisia cerebral e outras síndromes neurológicas.

O VIDAS foi criado para proporcionar a crianças e adolescentes com deficiência física oportunidades de socialização e desenvolvimento, visando a formação de cidadãos independentes e integrados. Mas também pensamos nos pais e na família. Oferecemos oportunidades de sensibilização e convivência, por meio de diversas atividades.

O IBDD – Instituto Brasileiro dos Direitos da Pessoa com Deficiência – foi fundado em 1998 com o objetivo de ser uma instituição diferenciada. A consciência da cidadania usurpada, a compreensão da necessidade de utilizar as vias legais existentes e a crença na participação essencial da sociedade para a construção de um Brasil mais justo me levaram a idealizar o IBDD e torná-lo realidade.

A Associação Desportiva de Pessoas com Deficiência é uma instituição sem fins lucrativos fundada em 1996, pelo professor de educação física Steven Dubner e pela administradora Eliane Miada. A ADD acredita no esporte como um motor para o desenvolvimento e inclusão de pessoas com deficiência.

O Instituto Mara Gabrilli é uma organização sem fins lucrativos nascida com a missão de colaborar para a inclusão e autonomia de pessoas com deficiência. O Instituto Mara Gabrilli vem consolidando-se como uma organização de marca própria, referência em inclusão, acessibilidade e promoção da cidadania de pessoas com deficiência.

Fundada em 2007, a ADAPTSURF é uma associação sem fins lucrativos, que promove a inclusão social das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, garantindo igualdade de oportunidades e acesso ao lazer, esporte e cultura, através do contato direto com a Natureza.

Redes de apoio às pessoas com deficiência intelectual

A Adere é uma organização sem fins lucrativos que, desde 1972, promove a inclusão de jovens e adultos com deficiência intelectual no mercado de trabalho.

O Instituto Mano Down nasceu da idealização de sonhos de um grupo de pessoas que, acreditando nas capacidades das pessoas com síndrome de Down, pensaram que poderiam agir e oferecer as pessoas com down oportunidades de serem protagonistas de suas histórias.

A Casa de David, instituição sem fins lucrativos, é referência em abrigar e cuidar de pessoas com deficiência intelectual, física e com autismo. Realiza um trabalho de extrema humanidade, dedicando seus esforços a seres humanos que necessitam de apoio permanente.

O Solar Ita Wegman é uma associação sem fins lucrativos fundada em 07 de fevereiro de 2008 dedicada ao atendimento de jovens e adultos com deficiência e crianças das escolas municipais de Campo Magro/PR.

A Escola 29 de Março é uma escola de educação especial, fundada pela Professora Ruth Schrank em 1948, mantida pela Associação Ruth Schrank e caracterizada como uma Instituição não Governamental, sem fins lucrativos. A Escola objetiva desde sua criação incluir, possibilitar e oportunizar a igualdade às pessoas com múltipla deficiência.

O Instituto Vidas Raras, fundado em 5 de julho de 2001, com sede na Cidade de Guarulhos, é uma organização não governamental sem fins lucrativos, de âmbito nacional que visa promover os direitos constitucionais das pessoas portadores desta síndrome e que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

A Escola de Gente – Comunicação em Inclusão é uma organização não governamental fundada em 2002 com o propósito de colocar a comunicação a serviço da inclusão na sociedade, principalmente de grupos vulneráveis como pessoas com deficiência. Somos um centro de criação de metodologias, programas e projetos inovadores que promovem práticas acessíveis e inclusivas.

Pequeno Cotolengo: A fé e a caridade dos religiosos e a dedicação da comunidade foram o impulso inicial para a construção deste sonho. O sonho de criar um lugar onde os mais pequenos, necessitados e abandonados se sintam respeitados, protegidos e amados. O sonho de construir uma verdadeira CASA. Uma casa feita principalmente de confiança.

O objetivo do Amor Pra Down é proporcionar um espaço de acolhimento e troca de emoções e sentimentos decorrentes da chegada de um bebê, fortalecendo o vínculo afetivo entre pais e filhos, transmitindo orientações iniciais sobre a síndrome de Down e favorecendo o relacionamento com os demais pais da instituição.

A Sociedade Pestalozzi do Brasil tem como objetivo promover o estudo, o cuidado, o tratamento, a educação e a adaptação social de crianças e adolescentes, pessoas com necessidades especiais que, devido ao seu desenvolvimento mental e habilidades de caráter especial, necessitam de assistência terapêutica e pedagógica.

A Associação de Pais e Amigos do Excepcional caracteriza-se por ser uma organização social, cujo principal objetivo é promover o atendimento integral às pessoas com deficiência intelectual e múltipla.

A AACD é uma organização sem fins lucrativos focada em garantir assistência médico-terapêutica de excelência em Ortopedia e Reabilitação. A Instituição atende pessoas de todas as idades, recebendo pacientes via Sistema Único de Saúde (SUS), planos de saúde e particular.

O Instituto Rodrigo Mendes é uma entidade sem fins lucrativos com a missão de colaborar para que cada pessoa com deficiência tenha um ensino de qualidade na escola regular.

A missão do Instituto Novo Ser é a busca pelo respeito e a valorização da cidadania das pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, com o objetivo de promover seus direitos, equalizar oportunidades e superar os obstáculos sociais existentes ao processo de inclusão.

Redes de apoio às pessoas com deficiência auditiva

A ADAP Associação dos Deficientes Auditivos, Pais e Amigos, fundada em 1998 em Bauru/SP por pais, pacientes usuários do Implante Coclear e por profissionais da área da Saúde Auditiva com o objetivo de auxiliar recém-implantados para uso continuado de seus dispositivos.

ADAVIDA: Nossa finalidade social é atender surdos, deficientes auditivos, surdos-cegos, deficientes visuais entre outras deficiências, independente do sexo ou idade.

AADAS – Associação de Atenção ao Deficiente Auditivo e Surdo é uma Organização não governamental sem fins lucrativos que tem como objetivo atender crianças e adolescentes até 18 anos, prestando atendimento especializado focado na qualidade de vida do deficiente auditivo e na capacitação para o exercício da cidadania com dignidade.

A Associação de Pais e Amigos do Deficiente Auditivo do Distrito Federal, (APADA / DF), é uma entidade sem fins lucrativos, filantrópica, de assistência social e educacional, com personalidade jurídica de direito privado, e regida pelo presente Estatuto Social, o Regulamento Interno e legislação aplicável às espécies.

O Centro Mineiro de Reabilitação Auditiva – CEMEAR é uma instituição de caráter associativo e sem fins lucrativos que tem como missão garantir aos deficientes auditivos o acesso aos recursos diagnósticos e terapêuticos a sua devida (Re)habilitação.

A APASCAMP é uma organização sem fins lucrativos que pesquisa, cuida, educa e produz conhecimentos para melhorar a qualidade de pessoas com deficiência auditiva e prepara pessoas ouvintes para se relacionarem com o deficiente.

Voltar ao topo da página

Menu